CUT estima 5 mil manifestantes em Salvador e espera adesão em 100 municípios

Imagem relacionada


O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Cedro Silva, apresentou um balanço parcial da mobilização realizada pelas organizações sindicais na manhã desta sexta-feira (10) e estima que 5 mil pessoas estão envolvidas direta e indiretamente no ato organizado no Dique do Tororó. “No decorrer do dia de hoje a gente vai fazendo um balanço, mas é um número bastante expressivo”, aponta. Cedro calcula também que mais de 100 cidades em todo o estado podem aderir ao movimento, que protesta contra a reforma trabalhista. 

Até agora, de acordo com o presidente da UGT, Magno Lavigne, 50 municípios baianos registram protestos na manhã desta sexta. “Além daqui de Salvador, na entrada da Estação da Lapa, acontecem no Polo Petroquímico de Camaçari; em Candeias, no Trevo da Resistência; e também em empresas estatais, como Petrobras, Chesf, Correios, bancos públicos e privados. Ou seja, a classe trabalhadora se mobilizando contra a reforma que precariza cada vez mais as relações de trabalho”, relata o líder da CUT, citando outras cidades que registram manifestações, como Juazeiro, Paulo Afonso, Vitória da Conquista, Serrinha, Guanambi, Teixeira de Freitas, Itamaraju, Porto Seguro, Santo Antônio de Jesus e Irecê. ““Ou uma caminhada, ou um fechamento de rua, ou um protesto, enfim”. 

FONTE: Bahia Noticias